História do Ténis em Cascais – 1º capítulo

Da primeira partida à internacionalização.
( de João Miguel Henriques)

As referências mais antigas que se conhecem sobre ténis, ainda que sem esta designação, remontam à antiguidade grega e romana, período em que se praticava um jogo de bola com a palma da mão, que seria sucessivamente aperfeiçoado até ao nascimento do célebre jeu de paume francês, já disputado com uma luva de couro no século XIII e com uma palma de madeira no século XV, a que sucederia, depois, a raqueta encordoada.

No reinado de Luís X (1314-16) transformar-se-ia numa das diversões de eleição da Corte francesa, que Francisco I (1515-47) impôs definitivamente, profissionalizando, em 1527, os jogadores de paume e mandando construir diversos espaços para a sua prática. O mesmo sucederia em Inglaterra durante o reinado de Henrique VIII (1509-47), exímio jogador da modalidade que já então aí era conhecida por tenetzteneystenes e depois por tennis, palavra que parece derivar do francês tenez (toma), pronunciado pelos jogadores ao lançar a bola ao adversário.

Em 1859, numa época marcada pelo início da massificação do acesso ao lazer e do nascimento do desporto, assim como pela criação da bola de borracha vulcanizada, surgiu uma nova versão do jogo: o lawn tennis, que transferiu definitivamente a sua prática para o exterior. Esta inovação ficou a dever-se ao britânico Harry Gem e ao espanhol Augurio Perera, na sequência da montagem de um campo num relvado em Edgbaston, na Inglaterra, que depois transitaria para Leamington, onde em 1872 se fundou o primeiro clube exclusivamente dedicado ao lawn tennis: o Leamington Tennis Club.

Telefone +351 21 466 27 70/1 | 91 226 87 95
À Avenida Condes Barcelona · 2765-470 Estoril
pt_PTPortuguese
en_GBEnglish pt_PTPortuguese
X